Como o véu de uma noiva ainda donzela,
Desce do alto da rocha uma cascata,
Espalhando gotículas nas matas,
Deixando suas árvores mais belas!…

São ipês, que têm flores amarelas,
E ali estão desde os tempos dos primatas,
Que recebem, das gotas cor de prata,
O carinho nas formas mais singelas.

E essa água que cai, incessantemente,
Com uma zoeira que entontece a gente,
A espalhar ondas como um vibrador,

É a música de Deus que ali se expressa,
Na queda deslumbrante que não cessa,
Inspirando poesia ao trovador!…

Anúncios