Tem gente que vive fazendo discurso,
Tem gente que anda falando ao jornal,
Mas é, na verdade, como o amigo-urso,
Que vive só dando lições de moral.

No seu falatório, no seu carnaval,
Só vive correndo atrás de recurso
Para viver bem, porque é tão venal,
Que para ter cargos nem presta um concurso.

Bem fácil falar, mas fazer não é tanto!
São conversas moles que enchem de encanto
E enganam o povo em primeiros de abril!…

Para combater cada vil dramaturgo,
Só mesmo fazendo-se um completo expurgo,
Nos grupos que mandam no nosso Brasil.

Anúncios