Quem quiser editar livro
Tem de fazer mutirão.
Junta uma turma de gente
E depois, a prestação,
Vai pagando a sua obra
Sem qualquer vinculação!…

Se quiser outro caminho,
O Governo ou coisa e tal,
Saiba que verba só existe
Pras festas de carnaval,
Pois cultura no Brasil
É coisa de irracional!

Você não escreve as besteiras
Do Paulo Coelho ou do Jô,
Que além de ter um programa
Tem um patrocinador;
Nem se chama Jorge Amado,
O que cantou Dona Flor!…

Se o livro for de poesia,
Nem perca tempo com isso…
Eles dizem que não vendem,
Não assumem compromisso;
Escreva sobre auto-ajuda
Que o povo só entende disso!…

Meus versos irão comigo,
Entre as flores do caixão,
Quem sabe encontre os poetas
No mundo da imensidão,
Quando, então, declamaremos
Com grande satisfação!

Somos um povo atrasado
Que só pensa em CDB,
Bolsa, dólar, euro, PIB
E eu não sei mais o quê,
Valores que colaboram
Para a cultura morrer.

Mas os que vendem CD,
De verdade ou pirateados,
Vão vivendo da poesia,
Dos versos já musicados;
Por que é então que os poemas.
São ridicularizados?…

Anúncios