“Não admito, eu exijo
Obedeçam ou processo!
Mando prender, acreditem,
Porque eu mando, não peço!”

“Dou cinco dias de prazo
Para acabar a miséria
Creiam não estou brincando
O que falo é coisa séria.”

“Vou prender todos bandidos
E acabar com a violência
Ninguém me desobedeça
Ou então perco a paciência.”

Quando os nossos governantes
Declaram coisas assim
Dá a impressão que é verdade
E que o mal terá seu fim!

Isso é conversa fiada,
De autoridade imbecil
Que pensa que só gritando
Vai consertar o Brasil…

Enquanto isso o bandido,
Malfeitor e traficante,
Vai tendo vida tranqüila
Com riqueza exuberante.

Na prisão tem celular
Divertimento, alegria
E se ele for um doutor
Terá toda mordomia.

Enquanto isso este povo
Que vive só das esmolas,
Vale isso, bolsa aquilo,
Fica longe das escolas…

No hospital, dorme no chão
E espera sem ter remédio,
Sofrendo mais do que um cão
Abandonado em seu tédio.

A nossa gente já não
Agüenta tanta miséria
E tem de viver ralando
Sem ter um dia de féria.

Pare de gritar doutor
E repetir “eu que mando”
Porque o senhor daqui a pouco
Vai acabar se danando.

Só um poder bem maior,
Um poder onipotente,
Que é o poder do Criador,
Pode salvar nossa gente.

Genuflexos, pedimos
Ao Amigo Jesus Cristo,
Diga a esses politiqueiros
Para que acabem com isto.

Que tenham menos ganância
Prepotência e safadeza
E entendam que a sua missão
É tarefa de nobreza.

Cuidar dos seus governados,
Que votaram no seu nome
Exige que o candidato
Seja mais, que seja UM HOMEM!

Anúncios