Nós vimos pelos fatos mais recentes
Que a humanidade está na corda bamba
E agora esses que são tão prepotentes
Já começam a viver de suas muambas…

Pulando miudinho, dançam samba
E já não são agora irreverentes,
Porque, num festival só de malamba,
Procuram os culpados essa gente!…

Esse fio da navalha é o dinheiro
Que as bolsas vendem pelo mundo inteiro
E ganham seus milhões dia após dia…

Mas agora, na hora da verdade,
Todos vivem a dura realidade
E a riqueza então vira utopia…

Anúncios