You are currently browsing the monthly archive for abril 2009.

Dizes que nosso amor está acabado.
Como acabar se nunca começou?
Como pode ter algo terminado
Se nem princípio o tempo registrou?

Tu te iludiste com o que passou
E algo que eu tivera demonstrado,
Fez com que sonhasses qual sonhou
Imaginando um dia eu ter te amado.

Não foi por mal que fiz. Não consegui
Entregar-te minh’ alma destroçada,
Já ferida por tudo o que vivi…

Sei que foste sincera e, qual criança,
A mim tu te entregaste, emocionada,
O que te deu, talvez, essa esperança!…

Anúncios
A imagem acima é um risco para pintura em óleo sobre tela, de Leonardo da Vinci.
Boletim Informativo "Tribuna Literária"
abril 2009
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Leituras

  • 54,802 poetas

Entre com seu email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos postados.

Junte-se a 27 outros seguidores