Poema de Elaine de Souza Castro – Acadêmica da Alane PB e membro do GIP – Grupo Itinerante da Casa da Poesia, João Pessoa-PB

Ser mãe é dizer sim um certo dia
e nunca mais pensar em desistir;
não é viver apenas fantasia:
é ser real, crescer e resistir…
Mesmo se vendo pouco graciosa,
achando o corpo menos sedutor,
há de ficar bastante vaidosa
da parceria com o Criador…
Pois ser abrigo de uma vida nova,
ser alimento, fruto provedor;
ser relicário de um botão de rosa,
e ser de fato prova de amor.
Ser mãe é dedicar a vida inteira
a um projeto que se chama filho;
cantar pra ele a canção primeira
e ensinar depois cada estribilho…
Ser mãe é viver de esperança…
Pensar que o filho será sempre seu;
enxergar nele a mesma criança,
se enganando que ele já cresceu.
Mas há outros atalhos no caminho;
e o seu filho entregará a outra
algum dia diante do altar;
e sua filha criada com carinho,
um outro, com certeza, a levará.
Ser mãe é sorrir na despedida
fingindo natural aquele abraço;
escondendo a lágrima caída
resvalada de seu olhar baço…
Ser mãe é olhar para Maria
e entender toda a sua dor;
e a grandeza que a diferencia
por ser Ela a Mãe do Salvador.

02/05/2009

Anúncios