Qual fole de sanfona que abre e fecha,
Você diz que me ama, a toda hora,
Porém depois, num átimo, me deixa,
Sem um adeus, dá as costas, vai-se embora…

Quando juntos, você nunca se queixa
E diz que hoje é feliz como era outrora,
Porém vejo em você um amor de gueixa,                          gueixa.bmp
Fingimento do corpo, só por fora!…

Um carinho, somente, algum afago,
Que é retribuído, com agrado,
Pela sedosidade dessas palmas

De alguém que é uma artista para o ato,
Mas em quem  haverá jamais, de fato,
O amor puro que explode entre duas almas!

Anúncios