Jansen Filho-PB

Homem! Sê menos egoísta! A vida
Não se resume neste orgulho apenas!
Um dia tu verás como é sofrida
A sina dos que feres e condenas…

Nesta tua vaidade indefinida
Os teus próprios amigos envenenas
Levando ao descalabro, de vencida,
A paz das almas puras e serenas…

Semeias inverdades noite e dia!
Vives de mergulhar as criaturas
Num mar de desespero e tirania!

Homem, busca apagar as tuas falhas!
Se hoje prossegues nestas semeaduras,
Amanhã colherás o que hoje espalhas!…

Anúncios