Quando o homem se senta à frente da direção de um auto, sofre milagrosas transformações que surgem num minuto: 

O baixinho fica grande;
O covarde vira valente;
O equilibrado enlouquece;
O calmo vira apressado;
A mulher vira homem;
O educado vira boçal;
O pião vira doutor;
O medíocre vira ás;
O cordeiro vira leão;
O discreto fica arrogante;
O sem teto vira dono da rua. 

Muitas outras mudanças se dão que poderíamos mencionar. Mas a intenção e lembrar que temos dentro de nós uma fera que se aloja aí pela altura da barriga. Quando estamos no volante ele sobe e chega a sair pela boca. Precisamos aprender a puxá-la pelo rabo fazendo-a descer novamente até o ventre para que ela não ataque quem não tem culpa pelo nosso desequilíbrio.

Anúncios