Sou uma pessoa, mas não como o Fernando,
O grande Pessoa.
Sou às vezes pessoa física,
Às vezes pessoa jurídica,
Ora uma de verdade
Outras vezes inverídica,
Sou um simples CPF
Dizem que sou mequetrefe
Mero pagador de imposto…
No espelho olho meu rosto
E já nem sei o que vejo.
Eu já nem tenho desejo,
De ser simples, mas feliz!
Trago grande cicatriz
De agressões que, por um triz,
Não esfacelam minh’alma,
Não me corroem a calma,
Não me judiam no todo…
Uma pessoa,
A primeira pessoa, talvez, do singular
Ou última do plural.
Ao dar-me bem, me dou mal…
Em mim há tempo não soa
Que sou ainda pessoa…
Que sente uma dor que doa,
De um som que há muito não soa!
Das comuns!
Uma pesssssoa… ahahahahaha!

Anúncios