De que vale a postura do seu corpo
Se sua alma anda sempre ajoelhada?!
De que adianta essa estampa bem formada
Se o seu senso moral está já morto?!

De que serve viver com tal conforto,
Uma vida soberba e abastada,
Se a alma vive tão deteriorada
Perdida num escuro e ermo horto?!

Sua importante posição social
Conflita com o que é espiritual,
Pois só o que é matéria lhe interessa…

Um dia esse seu corpo vira pó
E a alma, finalmente, estando só
Irá, na solidão, sofrer à beça!

Anúncios