Versejar é emoção,
ter no âmago a alegria,
ouvindo-se o coração,
regendo sua sinfonia.

Acelere o pensamento,
liberte a imaginação,
fixe-se no firmamento,
compondo bela oração.

A cada palavra escrita,
faça com todo seu amor,
formando frase bonita,
que desponta de seu ardor.

Mas se vier a tristeza,
trate-a de maneira igual,
encarando-a com firmeza,
pois a dor é natural.

Não fuja da “solidão”.
ela  ajuda-nos pensar.
oportuna ocasião,
para nos avaliar.

Vivendo com “esperança”,
obteremos o desejo,
manteremos confiança,
até que chegue o ensejo.

Sonhando com a “ventura”,
cercado por devaneios,
esqueça toda  a  amargura,
fazendo seus galanteios.

Traindo-as com a “alegria”,
enquanto nada acontece,
em falsa poligamia,
a noite nos enternece.

O presente poema é da autoria e inteira responsabilidade do autor:
Paulo Miranda Sarmento

 

.

Anúncios