Não diga “não fiz por mal”,
Pois se ofendeu, por mal fez!
Tente ser mais educado
E assim, na próxima vez,
Antes de abrir a sua boca
Conte até sessenta e seis!…

Falamos o que pensamos…
A boca deixa que saia
Ofensas que traz guardadas
E poluem como a lacraia,
Espalhando sua peçonha
E usa-nos como cobaia!…

Nós somos o que pensamos;
Quem é mau não pensa o bem,
Assim como quem é bom
Do mal não vira refém…
Jamais perde a estribeira
Por bagatela ou vintém!

O que escapa de sua boca
É a expressão do pensamento;
O coração diz na fala
O que carrega por dentro
E quando deixa escapar
O mal vira sofrimento.

O “cogito, ego sum”,
Que é o “penso, logo existo”,
Deve ser bem compreendido
Para dar valor a isto
Porque nossos pensamentos
De bem e mal são um misto!…

Quando nós selecionamos
A ideia das boas ações,
Teremos muitas venturas
Alegrando os corações,
Sem temer que nossos atos
Gerem só tristes reações…

Deixo-vos aqui, portanto,
Mais este sutil recado:
Quem tem amor tem ventura;
Falta de amor é pecado…
Quem ama, com o Deus Pai,
Tem sempre  encontro marcado!

 

Anúncios