Eu sugo, por osmose, esta energia
De uma especial amiga, tão vibrante,
Que destrói a ansiedade, qual calmante,
Criando-me momentos de alegria.

Como a água batismal de alguma pia,
Que guarda a vibração, numa constante,
Eu sinto-me envolver, e é delirante,
Que a presença já quer virar mania!…

Descrever o momento é pretensão,
Porque é algo que vem do coração,
Impossível de materializar…

Coisa de alma que encontra uma outra alma,
E toda agitação transforma em calma,
Criando um misterioso bem-estar…

 

Anúncios