Prestemos à Bandeira Brasileira
Um culto de solene reverência,
Por tudo que ela expressa e representa
Desse imenso país, em sua essência,
Pois ela simboliza em seu perfil
As múltiplas grandezas do Brasil,
Que se destaca em nível de potência.

No formato legal retangular,
De um verde exuberante e esperançoso,
Tem no fundo, em amarelo, um losango,
Com faixa branca e lema audacioso,
Inscrito, na cor verde, “ORDEM E PROGRESSO”,
Anunciando aos povos do universo
Que, em paz, nosso porvir será grandioso.
 

A esfera azul espelha o firmamento,
Com vinte e sete estrelas reluzentes,
Que configuram todos os estados,
Na Federação, independentes.
As cores vivas de nossa Bandeira
Ostentam a riqueza alvissareira
Que no solo e no povo estão presentes.
 

Da Bandeira, a divisa “ORDEM E PROGRESSO”.
Tem sua origem no “Positivismo”,
Que o insigne Augusto Comte perfilhou
Como a filosofia do humanismo:
“O Amor como princípio, a paz por base,
E o progresso por meta”, eis a frase.
Que contempla utópico idealismo.
 

Condessa o  Pavilhão a heroica História
De um país que é um vasto continente,
Com um passado tecido de glória
De que muito se orgulha a nossa gente,
De índole generosa e prazenteira,
Pacífica, cordata e hospitaleira,
Criativa, vivaz e inteligente.
 

As estrelas ali representadas
São de constelações bem variadas.
Como as que formam o “Cruzeiro do Sul”,
Que em nossa terra é muito admirada,
E configuram a disposição
Do céu do Rio, na “Proclamação”.
Em manhã de novembro iluminada.
 

Salve a Pátria das lutas libertárias,
Com que logramos nossa independência;
Salve os Reinados dos Imperadores,
E à República, imensa reverência.
Viva a conquista da Democracia,
Na qual o povo, com soberania,
Busca o ideal de harmônica convivência.
 

Saudemos nossa Pátria na Bandeira,
Nesta data que a esta é consagrada,
Edificando as novas gerações
Na  homenagem que a ela é dedicada,
Em preito que é extensivo ao nosso Hino,
Que merece um apreço genuíno,
Como ícone, também, da Terra amada.

 

Sebastião Aires de Queiroz
Sócio da Academia Paraibana de Poesia.
Em novembro de 2012.

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios