Quem sempre magoa o coração alheio
Não sente receio que Deus possa ver,
Pois sem perceber o seu gesto tão feio,
Nunca encontra um meio de se arrepender!

Jamais se preocupa se causa aperreio,
Nem pensa em pôr freio no seu proceder,
Mas sem perceber vai carecer de esteio
Pois cria um bloqueio no próprio poder.

Quem faz brincadeira, zombando do amor,
E só causa dor com seu gesto mesquinho,
Pedirá carinho, porque, sofredor,

Sentirá o flagelo que abrasa o seu ser
Que se vê perder, de pouquinho a pouquinho,
Porque, de mansinho, começa a morrer!…

 

Anúncios