Djalma Andrade – Poeta mineiro

O amor é uma coisa séria!
Você pensa que é pilheria
Porque amor você não tem;
Por causa dos seus enleios,
Os hospitais estão cheios
E os manicômios também.

Olhe ali aquela “zinha”!
Perdeu tudo quanto tinha
Faz, hoje, pena na gente!
Chorou três noites a fio,
Passou fome, passou frio
Por causa dele somente…

Isso que você conhece
Com o amor não se parece,
É mesmo contrário, até…
O amor que faz rir, querida,
Pode ser tudo na vida,
Mas amor é que não é.

O amor, por onde ele passa,
Deixa um sinal de desgraça,
Deixa a treva, a escuridão…
Produz profundas cegueiras,
Pinta, de roxo, as olheiras,
Tira a paz do coração…

Um dia você vai vê-lo,
Vai de perto conhecê-lo
E eu sofro, bem sei por que…
Seus olhos, fontes de pranto,
Vão chorar, vão chorar tanto…
Tenho pena de você!…

Anúncios