You are currently browsing the daily archive for sábado, 24 agosto, 2013.

Já posso, por ser hoje muito idoso,
Falhar de vez em quando, sem vergonha;
O que antes era uma coisa medonha,
Já não me deixe agora tão culposo…

Apesar de sentir-me inda orgulhoso,
Embora nada queira com a cegonha,
Também não é assim toda tristonha
Esta vida de velho afortunoso!

Concentro-me, também, noutros valores
Capazes de causar muitos tremores
E me fazer ser boa companhia…

Platonismo e suas manifestações,
Causam também frisson nos corações
E podem dar prazer no dia a dia…

Desperto sempre com bela mensagem
Que vem me desejar um lindo dia,
Cheio de muito sol e de alegria,
Para ser bem feliz minha viagem!

Vem de longe, de distante paragem,
E eu gosto muito desta primazia
De ter tanta ventura, “cara mia”,
Que vem nas asas de uma doce aragem!…

Diária, pontual e persistente,
Garanto não é para toda gente,
Ter tal texto romântico e mavioso…

Sinto até o perfume que ela traz
E, ao chegar, me transmite muita paz,
Que o meu dia já nasce radioso!…

A imagem acima é um risco para pintura em óleo sobre tela, de Leonardo da Vinci.
Boletim Informativo "Tribuna Literária"
agosto 2013
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Leituras

  • 60.874 poetas

Entre com seu email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos postados.

Junte-se a 31 outros seguidores