Silvana Caumo – 1/10/2013

Foi na década de 80
Que eu pude aproveitar
Coisas legais desse tempo
Que agora vou lhes contar.

Foi uma infância difícil,
Não tinha muita comida,
Mas as nossas brincadeiras
Eram sempre divertidas.

Eu nunca ficava em casa
Como um bicho na prisão,
Eu só brincava na rua
Que era pura diversão.

Brincava de mãe da rua,
E dessa mãe tinha dó,
Nós íamos de lado a lado
Pulando com um pé só.

Também tinha amarelinha,
Que era riscada no chão,
E na casca de banana
Levei um escorregão.

Escolhíamos uma cor;
Do elefante colorido,
Procurávamos por ela
E era muito divertido.

Um jogo muito legal
Era brincar de queimada,
Quando eu não ficava esperta
Eu tomava uma bolada.

Tinha também passa anel,
Pega-pega, esconde-esconde.
Às vezes eu me escondia
E ninguém sabia onde.

Eu também jogava volley
E andava de bicicleta.
Mas mesmo com poucos carros
Eu ficava sempre alerta.

Carrinho de rolimã
Futebol, pipa e pião
Para todos os meninos
Era alegria e diversão

Brincadeiras, tinha um monte
E era pra todas brincar
E quem não participava
Divertia-se só de olhar

Agora é só internet,
Playstation, computador
E as crianças só engordando
Ai meu Jesus, é um horror!

É uma pena que hoje
As coisas sejam assim…
Tudo que era divertido
Acabou; chegou ao fim!!!

Anúncios