You are currently browsing the daily archive for sábado, 15 fevereiro, 2014.

Flores_01

Não posso ter em casa uma floresta
Por isso é que só tenho na varanda,
A branca primavera, uma alamanda
E um fícus que me alegram; fazem festa!…

À tarde, quando vou fazer a sesta,
Eu sinto que o perfume anda em ciranda
E o cansaço da lida sempre abranda
Neste saldo  de vida que me resta…

Essas flores nem sabem quanto as quero,
Como as vejo tão lindas e as venero,
Porque adornam o ar deste concreto…

Dou-lhes água, carinho e as aliso,
Cumprimento-as e mostro meu sorriso
Com toda gratidão e muito afeto.

 

 

A imagem acima é um risco para pintura em óleo sobre tela, de Leonardo da Vinci.
Boletim Informativo "Tribuna Literária"
fevereiro 2014
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

Leituras

  • 60.562 poetas

Entre com seu email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos postados.

Junte-se a 31 outros seguidores