Já não mais vou julgar a humanidade;
Eu decidi cuidar dos meus defeitos,
Porque se eu combater os seus efeitos
Hei de ter muito mais felicidade!

Não quero evidenciar senilidade,
Perdendo-me em vulgares preconceitos;
Se quero para mim os meus direitos,
Os outros têm a mesma liberdade!

Uns já têm lucidez, viveram mais,
E podem construir a própria paz,
Porém outros não sabem, ora essa!…

Tem cada um seu grau de entendimento
Que aflora e se revela, num momento,
Conforme a circunstância em que se expressa…

Anúncios