Cinco rosas vermelhas e viçosas,
Que agora, no jardim, desabrocharam,
Do íntimo das coloras exalaram
Inebriantes fragrâncias odorosas.

Assim tão belas quanto glamourosas,
No esplendor, logo nos extasiaram,
E olfativas memórias despertaram,
Tão românticas quão maravilhosas.

Cedendo a impulsos de intensa emoção,
Sobre a roseira estendi a minha mão,
Para colher, apenas, uma flor.

Foi quando seus espinhos me magoaram
E de minha ousadia se vingaram,
No sangue que jorrou na aguda dor.

Sebastião Aires de Queiroz
Em 10 de dezembro de 2015.
FELIZ NATAL 2015!

Anúncios