ONDAS DO PENSAMENTO
Octávio Caúmo Serrano – 10/3/2017
Para registrar o dia que as águas chegaram na Paraíba.

Eu vivo mergulhado, vivo imerso,
Num amplo rio de ondas variadas,
Onde entro e dou muitas respiradas,
Para garimpar no fundo um verso…

Quanto mais eu me embrenho, submerso,
Mais me enlevo nas altas revoadas;
Se aqui em baixo procuro e não há nada,
Me transporto até as nuvens do universo…

Eu lá vou, elas vêm, e, no trajeto,
Encontro aquilo que é o meu objeto,
E chega a inspiração que estou buscando…

Ondas nobres, de calma, ondas de amor…
Sortilégio que me enche de fervor
E eu fico, flutuante, divagando!…

Ah! Sinto-me agora com 5 quilos…

Anúncios