Dia do Amigo 20/07/2017.
Um antigo soneto que ofereço aos que ainda conseguem me aturar.
Obrigado

AMIZADE – 12/1998
Octávio Caumo Serrano

Deixe o Amigo desfrutar o seu fulgor
E que se sinta sempre alegre à sua frente.
Se, por acaso, você não estiver contente,
Faça um esforço e sorria; isso é amor!…

O bom amigo é o que sente se um torpor
Vem invadir a nossa alma, de repente,
E se nas festas quase nunca está presente,
É sempre assíduo junto ao leito em nossa dor…

Dou um conselho a você, adolescente,
Que está crescendo e se prepara pra ser gente,
Invista muito, muito, em solidariedade;

Pois ao chegar seu tempo de melancolia,
Há de encontrar quem o socorra e lhe sorria
E lhe ofereça um doce gesto da amizade!

Do Livro “Luz no Túnel”

Anúncios