Sem analisar a necessidade de por fim à resistência japonesa, que se servia dos kamikazes para vencer os americanos na segunda guerra mundial, o lançamento da bomba atômica de urânio em 6 de agosto de 1945 sobre Hiroshima  foi uma atrocidade que dizimou milhares de vítimas da ganância dos poderosos. Em 9 de agosto uma nova bomba atômica, de plutônio, foi lançada nobre Nagasaki. Os que fazem as guerras comandam as estratégias de seus gabinetes e participam dos planos feitos no papel dentro de salas com ar condicionado. Episódios para não ser esquecidos!

HIROSHIMA 72 ANOS – 6 DE AGOSTO DE 2017
Octávio Caumo Serrano

Qual tatuagens nas paredes incrustadas,
Corpos humanos se fundiram no concreto!
Era u´a mãe grudada ao filho, a avó ao neto,
E assim voavam as pessoas desintegradas…

Partia-se a grávida e com ela ia seu feto!
Naquele dia, entre as piores madrugadas,
Esvoaçavam as cabeças decepadas
E que de humanas já não tinham mais aspecto!

Aquela arma destruidora ali escrevia
Uma das páginas mais tristes… Nesse dia,
Junto com a bomba era o ódio que grassava;

Enquanto a guerra se servia da ciência,
Tudo explorava, exibindo prepotência,
Esse animal que habita em nós se revelava!…

6/8/2017 – Entre 100 e 150 mil morreram da bomba só em Hiroshima, fora os que pereceram depois, sem contar os “hibakushas” (sobreviventes) que tiveram sequelas.

Anúncios