You are currently browsing the monthly archive for fevereiro 2018.

Você ainda vai ter vários amores fracassados, espinhas no rosto num primeiro dia de aula de mais uma graduação onde vai se sentir com medo e ao mesmo tempo boa o suficiente porque agora está passando por isso pela segunda vez.

Talvez a espinha apareça até mesmo nas axilas, incomodando o uniforme do trabalho que você tanto odeia (ou talvez ame e por isso aceita o uniforme ridículo, com essa espinha horrorosa em mais um dia de tpm).

E falando em horror e espinha tenho mais duas coisas para dizer: a primeira é que você vai se apaixonar pelo cara que tinha espinhas na adolescencia e hoje em dia tem furinhos que você acha incrível porque é nele esses furinhos no rosto e tudo que é dele já te basta (mas não esqueça que isso pode um dia passar e o amor também pode acabar algum dia, é natural e você não vai estar pior por causa disso). Segundo é que você vai odiar sua aparência algumas vezes na vida e em outras vai se achar um mulherão (o que você realmente é), e isso é tão bom porque nesses dias felizes até o motorista do ônibus para exatamente no local onde você está esperando pra ir ao trabalho ou voltar pra casa.

E é por isso, meu bem, que eu te escrevo essa crônica. Porque você é minha mulher preferida e deveria ser a sua também.

Eu não sei seu nome, idade ou se algum dia cruzei ou vou cruzar com você por aí, mas sei que dentro dessa cabeça cansada de um dia longo de trabalho, mesmo sabendo que você talvez não tenha todas as características desse texto ou nem leia por falta de vontade ou preguiça: você é maravilhosa. Pelos detalhes únicos, por ter aceitado a dor de um amor perdido, ter cuidado da mãe quando tava doente, por ter tido um filho ou decidido não ter, por sorrir e colocar uma roupa bonita e confortável mesmo quando passou a noite virada por causa de insônia.

E na verdade, não me importa nem mesmo que o dia ou a semana tenham dado errado, ou que você (como eu que escrevo agora) tenha virado o pé na rua sem salto alto e agora esteja dependente de amigos e familiares. Também não me importa se você acredita em Deus ou seja ateu. O que me importa, desta vez, menina, é que você tente aceitar as consequências das tuas atitudes, que acorde e viva sua rotina mesmo quando não pareça tão gostosinha de viver. Que você se valorize e ajude a amiga, colega, desconhecida, ex do teu namorado ou atual do teu ex, talvez uma desconhecida, que precisa de ajuda pra saber que é maravilhosa como tu e que não somos inimigas, somos juntas a revolução.

 

Laura Stein

 

Anúncios
A imagem acima é um risco para pintura em óleo sobre tela, de Leonardo da Vinci.
Boletim Informativo "Tribuna Literária"
fevereiro 2018
S T Q Q S S D
« dez   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

Leituras

  • 57.615 poetas

Entre com seu email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos postados.

Junte-se a 31 outros seguidores

Anúncios