Augusto dos Anjos, poeta de Sapé-PB

Gosto muito do estilo parnasiano
Porque somente expressa a realidade;
Usando a poesia diz verdade,
Retratando bem claro o cotidiano!

Assim fez o Augusto, paraibano,
Poeta que com sua sobriedade,
Com palavras difíceis e ansiedade,
Descrevia sua mágoa neste plano…

Via um mundo onde tudo era malvado,
E o pintava com jeito revoltado
Em linguagem quase desconhecida;

Morreu moço, talvez por desconforto
De precisar viver querendo o aborto
De todas as agruras desta vida!…