You are currently browsing the category archive for the ‘De olho no idioma’ category.

Clique no link Tribuna Literária deste blog e leia às páginas 8 das edições do jornal orientações sobre o uso correto da nossa língua.
Para quem prefira o endereço, ai vai: http://tribuna.wordpress.com

Anúncios

JOÃO TRINDADE

proftrindade@hotmail.com

Colocação pronominal (I)

Os pronomes oblíquos átonos são:

ME, TE, SE, NOS, VOS, 0/ A, OS/ AS, LHE, LHES.

Em relação ao verbo, tais pronomes podem ocupar três posições:

Antes do verbo (próclise): “Eu te darei o céu…”. Depois do verbo (ênclise): Amo-te perdidamente. No meio do verbo (mesóclise): Amar-te-ei para sempre.

FATORES DE PRÓCLISE

1.Palavras negativas: “Não me diga adeus agora/ meu bem…”

2.Advérbios, desde que não isolados por vírgula:

a) Agora se arrepende do que fez.

b) Agora, arrepende-se do que fez.

3. Pronomes, de um modo geral*: a) Esses são os homens que nos assaltaram.    b ) Ninguém lhe prestou socorro. c) Aquilo me fez descrer dele.

*OBSERVAÇÃO

OS pronomes pessoais do caso reto (eu, tu/ eles, nós, vós/ eles) não têm fator; por isso, podem ser usados, indis­tintamente/ embora seja preferível a próclise.

Formas corretas:

Eu te adoro (preferível).
Eu adoro-te.

4. Conjunções subordinativas:

“Quando me enamoro/ dou a minha vida/ a quem se enamora de mim…”

Observação:

Para as conjunções coordenativas, não há fator; deve­-se procurar a melhor eufonia (=som agradável). Geralmen­te isso se consegue pela próclise.

Formas corretas:

Ela me desprezou, mas a admiro (preferível).
Ela desprezou-me, mas admiro-a.

5. Orações exclamativas e optativas (indicam desejo): Vá embora! (exclamativa).

Deus te proteja! (optativa).

6. Preposição EM + gerúndio:

Em se tratando de futebol, o Flamengo é o mais queri­do do Brasil.

­FATORES DE MESÓCLlSE

O pronome oblíquo átono só pode ficar mesóclise quando o verbo estiver no futuro do presente ou futuro do pretérito, desde que não haja fator de próclise:

Dar-te-ei um presente.
Dar-te-ia um presente.

Observe:

Nunca te amarei.

Note que nessa frase há o negativo nunca, que é fator de próclise; não poderia haver, portanto, a mesóclise.

FATORES DE ÊNCLlSE

1.Quando o verbo inicia a oração:

Dei-lhe o bastante para que ele sobrevivesse.

2. Nos imperativos afirmativos:

“Levanta-te e anda!”

Observação:

Nos imperativos negativos, é óbvio que haverá a próclise:

Não se levante!

ATENÇÃO:

De acordo com a norma culta, NÃO SE INICIA FRA­SE COM PRONOME OBLÍQUO ÁTONO.

Não se pode dizer: “Moça, me espere amanhã…”,
Mas sim: “Moça, espere-me amanhã” .

Orientações publicadas no jornal Correio da Paraíba de 29 de agosto de 2010.

A imagem acima é um risco para pintura em óleo sobre tela, de Leonardo da Vinci.
Boletim Informativo "Tribuna Literária"
novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Leituras

  • 55,068 poetas

Entre com seu email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos postados.

Junte-se a 27 outros seguidores