Aquela prostituta que ali passa,
De quem tanto tens ódio, fazes pouco,
Ao roubar o teu homem por um pouco,
Impede que o teu lar vire desgraça…

A tua indiferença é como a traça
Que rói o casamento, mas tampouco
Percebes que o marido já está louco
Por ver a relação virar fumaça!…

Aquela que tu dizes de má vida,
E que é, por vis trocados, decaída,
É a tua salvação! Pois nesta hora,

Demonstra que teus erros reconheces,
Abraça esta mulher e lhe agradece;
É tua benfeitora esta senhora!…

Anúncios